Plano de prevenção a recaida

Co-dependência familiar, o que é?

É todo membro de uma família (que tenha um dependente químico) e faz do sofrimento o motivo da vida. Sabe que não pode viver desta maneira e resolve encontrar uma maneira de controlar a situação. A vida torna-se um investimento emocional impossível. Toda a energia não basta. O processo de recuperação familiar inicia-se com a humildade. É necessário abrir mão da onipotência de acreditar que alguém pode mudar a vida do outro. O co-dependente precisa abrir mão dos mecanismos de defesa, compreender suas fraquezas, sentir perdas, elaborar lutos, atacar o problema e não o dependente.

Tais comportamentos provocam o início da mudança, pois conferem a cada um a verdadeira dimensão do que pode fazer de suas responsabilidades e limitações. A dor provocada pelo início do processo de recuperação da família deve ser sentida em toda a sua intensidade. É uma dor saudável que faz parte do processo. A Vida Serena Premier trata a co-dependência através da terapia familiar com reuniões familiares realizadas 1 vez por semana durante todo o tratamento do paciente. O tratamento familiar é uma condição fundamental para o sucesso e efetividade do tratamento.

Etapas

1ª – Período de desintoxicação e adaptação ao convívio; conhecimento do programa.
2ª – Passar pelo programa de conscientização e avaliação.
3ª – Escrever inventário pessoal (auto-conhecimento profundo) e leitura do mesmo (4º e 5º passos).
4ª – Programa de ressocialização sócio familiar. Após 120 dias o paciente é encaminhado para sua casa e família por um período de dez dias, onde deverá dar início ao acompanhamento em salas de NA (Narcóticos Anônimos) ou AA (alcoólicos Anônimos).

Aspecto Mental – Obsessão e Estado Emocional

Obsessão:
A obsessão é o desejo incontrolável que nos leva a usar, mesmo destruindo nossas vidas. Ela força o indivíduo a usar drogas repetidas vezes, mesmo contra sua própria vontade. Para tratar este aspecto, o adicto irá aprender as ferramentas que irão lhe ensinar a lidar com esta vontade de usar drogas. Esta é uma parte da doença que está sempre ativa, 24 horas, até mesmo enquanto dormimos, é ela que nos leva até mesmo a sonhar com o uso de drogas. Com o tempo limpo ela diminui, mas para qualquer adicto, cedo ou tarde terá que lidar com ela, para isso trabalhar os passos é fundamental, o interno receberá as ferramentas para lidar com esta grande dificuldade.

Estado Emocional:
O equilíbrio emocional é fundamental, normalmente a pessoa chega arrasada emocionalmente e com uma completa perda da própria identidade. A recuperação não se dá simplesmente por ficarmos limpos. Quando nos abstemos de álcool e outras drogas, encaramos sentimentos com os quais nunca tínhamos lidado com êxito. Experimentamos até sentimentos que nunca éramos capazes de sentir no passado. Devemos estar dispostos a encarar novos e velhos sentimentos, à medida que eles aparecem. Aprendemos a experimentar sentimentos e compreendemos que não nos podem prejudicar, se não agirmos em função deles. Ao invés de agir, guiados por esses sentimentos, que não conseguimos controlar, nós PARTILHAMOS, para isso existem as nossas reuniões de partilha, o padrinho, os conselheiros, o coordenador e o trabalho psicológico. Partilhando, aprendemos a trabalhar os sentimentos. Há muitas possibilidades de que alguém de nós tenha tido uma experiência semelhante e possa assim partilhar o que funcionou. Os Doze Passos, os novos amigos, padrinhos, a equipe, meditação/relaxamento e conscientização da doença, todos esses fatores nos ajudam a lidar com esses sentimentos. Com o passar do tempo nossas alegrias se multiplicam ao compartilharmos os bons dias; aliviamos as nossas tristezas ao compartilharmos os maus dias. Pela primeira vez nas nossas vidas não precisamos vivenciar nada sozinhos. Agora temos um grupo, o atendimento psicológico e podemos desenvolver uma relação com um Poder Superior que está sempre conosco.

 

Leave a Reply